quarta-feira, 23 de junho de 2010

É coisa de abiã

Autor desconhecido

Fazer bori, ter ori
potencializar este espaço no coração

e esperar nascer de novo.
no silêncio de uma singela oração
acolhido e equilibrado
fazer pai ou mãe
ficar encantado
no novo filho a continuação

só dois fios de contas
Oxalá e yemanjá
também só veste branco mas é benção de eledá

É coisa de Abiã
sonhar e só cantar
dançar vendo o orixá
e passar pelo bolonan

aguçar os sentidos
ouvir o som do pilão
conviver com os segredos
e os banhos de proteção

começar acreditar
no poder curativo do axé
nos rituais de esperança

renascer pela fé
dizer: no dia da minha obrigação...
se tornar mais um apaixonado
sonhar com a iniciação
reconhecer o sagrado

no ilê o sentido de irmandade
pela lógica da vida
um grito de liberdade
onde se faz a comunhão
estar atento a sabedoria
pedir para ser abençoado
ser feliz e na sintonia

seu destino melhorado
conviver na comunidade encantada
dos irmãos o que é comum
a energia emenada
do reino de Olorun!

Nenhum comentário: